O raio mais mortífero da história

Quantas pessoas uma descarga atmosférica pode matar ? Depende de vários fatores. Nesse caso um pouco de azar e muito da imbecilidade humana causaram a morte de 4000 pessoas.

Tudo começa com a Ordem Soberana e Militar de Malta e Rodes, mais conhecida na antiguidade como Hospitalários.

Os Hospitalários foram uma das ordens militares surgidas na época das cruzadas. Lutaram ombro a ombro com os Templários, que são muito mais famosos do que eles, pela reconquista dos territórios cristãos no Oriente Médio. Mas enquanto os famosos templários foram suprimidos numa polêmica decisão, os hospitalários continuaram a existir, primeiro em Rodes e depois em Malta. Hoje são uma organização de status internacional, assim como a Cruz Vermelha, e se dedica a ações humanitárias.

De sua passagem em Rodes os Hospitalários deixaram um magnífico palácio, conhecido como Palácio do Grande Mestre, com uma igreja adjacente, a Igreja de São João. Em 1856 a ilha estava em poder dos turcos otomanos, que transformaram a construção em um complexo militar. Como havia muito espaço nos porões, eles foram abarrotados de pólvora e armas que ficavam a disposição das trocas que ocupavam o local.

Mas em 3 de abril daquele ano um raio atingiu a torre da igreja. O incendio que se seguiu atingiu os porões e causou uma explosão de proporções “bíblicas”. 4000 mil pessoas morreram. O belo palácio, construído no século XIV pelos diligentes hospitalários, foi totalmente destruído.

Mas o palácio não ficaria em ruínas por muito tempo. Em 1939, no curso da II Guerra Mundial, os italianos ocuparam Rodes e resolveram reconstruir o palácio como um presente para o ditador Mussolini. O prédio foi reconstruído literalmente dos alicerces, seguindo o projeto original.

O reconstruido Palácio do Grande Mestre em Rodes

O reconstruído Palácio do Grande Mestre em Rodes

Hoje o Palácio do Grande Mestre é uma das atrações turísticas mais visitadas de Rodes. Espero que tenham instalado um bom para-raios também…

Anúncios

Um comentário sobre “O raio mais mortífero da história

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s