Ninfetas canoras

ATENÇÃO: Esse texto NÃO contém cenas de sexo explícito e/ou implícito.

Quando eu escrevi um post sobre a música francesa Poupée de Cire, Poupée de Son, (curiosamente, um dos textos menos lidos da história desse blog) eu deixei escapar algo óbvio: o fascínio que exercem jovens cantoras adolescentes sobre o público.

Por exemplo: no mesmo Festival Eurovision da Canção que consagrou France Gall, a italiana Gigliola Cinquetti arrebatou corações aos dezesseis anos ao cantar Non ho l´età, com uma ingênua letra sobre uma adolescente que não tem idade para viver o seu grande amor:

A hoje balzaquina Laura Pausini (que nasceu no mesmo ano deste que vos escreve) também fez sucesso cedo. Aos 19 anos ela vencia o Prêmio Jovem do prestigiado Festival de San Remo cantando La Solitudine:

Mais recentemente tivemos a galesa Charlotte Curch, que muito jovem encantava o mundo com sua bela voz. Aqui no Brasil ela ficou muito conhecida por cantar com Agnaldo Rayol o tema de uma conhecida novela global e que hoje é apresentadora de um programa de entrevistas na terra da Rainha (depois de fazer muita lambança na sua vida pessoal):

E, mais recentemente ainda, temos outra francesa, Clémence Saint-Preux, que tinha 13 anos em 2001 quando gravou a excelente On a tous besoin d’amour com Johnny Hallyday:

Só espero que as minhas leitoras do sexo feminino não achem que esse blog está ficando muito sexista depois deste post e do post sobre a Miss Suiça 2008

Anúncios

Um comentário sobre “Ninfetas canoras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s