Hoje na História: terremoto na Itália

A série “Hoje na História” volta nesse finzinho de ano para relembrar uma data centenária: hoje faz cem anos que um violento terremoto, seguido de um tsunami, arrasou a região italiana de Messina.

O estreito de Messina é uma estreita (dãããããã) faixa de mar que separa a Itália (a parte da “bota”) da ilha da Sicília. Um lugar tranqüilo, lar de pescadores e antigas cidades portuárias.

Mas essa tranqüilidade toda foi abalada as 5h25 da manhã de 28 de dezembro de 1908, quando o primeiro de uma série de terremotos começou a demolir tudo o que estava em pé na região. Como geralmente acontece, os terremotos causaram um tsunami de 15 metros de altura que ajudou a tornar a destruição ainda mais terrível. Entre as cidades afetadas estavam Reggio di Calabria, Cosenza e Catânia. Mas a cidade mais atingida foi Messina.

Boa parte das construções da cidade ruíram como se fossem feitas de papelão. Os incêndios tomaram conta da cidade. Cães e ratos comiam os corpos dos mortos. Pessoas presas nos escombros mastigaram os dedos até atingir os ossos antes de morrerem de inanição. Saqueadores agiam impunemente roubando os mortos e feridos. Algumas imagens da destruição são impressionantes:

O desastre só não foi pior por causa dos…russos. Um navio de guerra russo que fazia manobras de guerra no Mediterrâneo chegou no dia seguinte à catástrofe e começou o trabalho humanitário. Em poucas horas os russos já tinham um hospital de campanha funcionando numa praia, onde mais de 1000 pessoas foram tratadas. Os marinheiros russos – e os ingleses, que chegaram duas horas depois – também organizaram grupos de busca de sobreviventes e um “esquadrão da morte” para os saqueadores de plantão – eles eram enfileirados em grupos de 12 e fuzilados todos juntos. Até o rei da Itália, Vítor Emanuel III, ajudou no resgate dos corpos.

No meio de toda essa destruição e caos, Jesus Cristo permaneceu de pé. O mosaico com a imagem de Cristo na cúpula da Catedral do Duomo, construída em 1197, manteve-se milagrosamente inteira, enquanto boa parte do prédio ruiu.

duomo-di-messina-61

A Catedral do Duomo em Messina, totalmente restaurada nos dias atuais

O resultado da combinação terremoto-tsunami custou algo entre 160 mil (o número mais aceito) e 300 mil mortos. É um número bem parecido com outro terromoto seguido de maremoto que aconteceu em 26 de dezembro de 2004 na Indonésia que, estima-se, matou 200 mil pessoas. Curiosamente, os dois eventos aconteceram com somente dois dias de diferença.

Anúncios

2 comentários sobre “Hoje na História: terremoto na Itália

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s