Hoje na História: a morte de Lewis Carroll

E o mês de janeiro está mesmo literário na série Hoje na História: depois de T. S. Eliot, Agatha Christie e James Joyce, mais uma celebridade literária aparece na nossa série: Lewis Carroll morreu a 111 anos atrás.

Talvez você não saiba, meu caro leitor, minha prezada leitora, mas Lewis Carroll é somente um pseudônimo. Charles Lutwidge Dodgson era um diácono e matemático que decidiu manter separadas as suas duas carreiras. Por isso, inverteu seus dois primeiros nomes, os traduziu para o latim e depois de novo para o inglês, o que não faz o menor sentido, mas pelo menos gerou um pseudônimo legal.

Dodgson vivia uma vida normal de acadêmico até fazer uma viagem de barco com uns amigos em 1862. Lá ele conheceu Alice Liddell, uma garota de 10 anos, filha de um reitor da Igreja de Cristo e com quem teve uma estranha amizade. Dodgson começou a criar histórias cuja a personagem principal era Alice, e depois resolveu escreve-las. Foi aí que nasceu seu grande sucesso, “Alice no país das maravilhas” e sua continuação pouco conhecida, “Alice através do espelho”.

Se você está achando estranho a amizade de um trintão (Dodgson nasceu em 1832) com uma garota de 10 anos, saiba que não é o único. Há suspeitas de que Dodgson fosse pedófilo. Ele nunca se casou e nem se sabe que ele tenha tido nenhum relacionamento com alguma mulher adulta durante toda a sua vida. Sua amizade com Alice terminou abruptamente em 1863, e ninguém sabe porque: a sua família rasgou as páginas do seu diário dessa época, o que é muito suspeito. Dodgson também tirou, até 1880, várias fotografias de meninas, algumas delas nuas. Apesar disso, não se tem certeza que ele fosse mesmo pedófilo, já que nenhuma acusação foi feita na época. Alguns acham que Dodgson era somente um tipo de adulto infantilizado, que gostava da companhia de crianças. Como não há provas de nenhuma das duas teorias, nós nunca vamos saber.

Dodgson sofria de enxaquecas terríveis, e há quem ache que algumas das passagens psicodélicas de Alice foram frutos das “auras” que a enxaqueca dele costumava proporcionar. Ele também era inventor: suas invenções incluem um triciclo, um método para justificar as margens do lado direito na máquina de escrever e uma técnica de memorização conhecida como Memoria Technica. Ele também parecia sofrer de algum tipo de transtorno obsessivo-compulsivo. Consta que ele tinha manias esquisitas como planejar nos mínimos detalhes as suas viagens, inclusive separando todo o dinheiro que ia ser gasto. Também tinha uma mania de organização atávica: quando recebia convidados para jantar, organizava mapas detalhados de quem ia sentar em qual lugar e depois anotava quais pratos cada um tinha comido. Dizendo de outro modo, Dodgson era um excêntrico.

O excêntrico escritor e matemático viveria até os 66 anos. Morreu repentinamente de pneumonia em Guildford em 14 de janeiro de 1898 e foi enterrado no Mount Cemitery.

carrollewis

A florida lápide de Lewis Carroll

Anúncios

5 comentários sobre “Hoje na História: a morte de Lewis Carroll

  1. Sim, Carroll foi considerado suspeito de ser Jack, o Estripador. Mas a “argumentação” do cara que escreveu o livro a respeito (esqueci o nome dele agora) é tão fraca que eu decidi nem citar no texto…

  2. Olá, Henderson, tudo bem?

    Obrigada pela quase sempre constante visita ao nosso blogue, rs. Infelizmente temos escrito bem pouco. Na verdade eu, Jhenifer, venho escrevendo mais no meu blog pessoal mesmo. Mas talvez seja apenas uma fase. Bem, gostei dessa fase literária no ‘Hoje na história’. Virei mais vezes conferir suas postagens.

    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s