Hoje na História: a morte de Charlotte Brontë

E a série Hoje na História volta às suas raízes literárias para relembrar os 154 anos da morte da escritora Charlotte Brontë, autora do clássico “Jane Eyre“.

Mas, como a história de Charlotte está intimamente ligada à da sua família, então hoje vamos ter um pacote completo: vamos falar também das duas irmãs de Charlotte: Emily Brontë, autora de “O morro dos ventos uivantes“, e Anne Brontë, autora de “Agnus Grey” e do hoje quase desconhecido irmão das três, Branwell Brontë.

Os quatro irmãos Brontë na verdade eram seis, mas duas irmãs mais velhas, Mary e Elisabeth, morreram ainda crianças. O pai, Patrick Brontë, achou que as meninas tinham morrido por causa das condições insalubres da escola que frequentavam e proibiu as crianças de voltar para lá. Ficaram todas estudando em casa. Até aí tudo bem, não fosse o pequeno detalhe de que a casa era cercada por um cemitério em três lados…

Presos em casa, os quatro Brontë restantes se divertiam criando reinos imaginários e escrevendo sobre eles. Isso aguçou a criatividade do quarteto e seria decisivo para que as três irmãs Brontë se tornassem escritoras imortais.

Mas e Branwell ? O que aconteceu com ele ? Curiosamente, ele parecia ser o mais promissor: além de escritor, se destacava como pintor e professor particular. Mas ele era um alcoólatra incorrigível e dado a “pular a cerca” com as mães dos seus alunos. Era também viciado em láudano (muita gente boa naquela época também era). Acabou morrendo de tuberculose aos 31 anos, em 24 de setembro de 1848. Conta-se que morreu de pé, apoiado na lareira, só para provar que isso era possível.

Quando da morte de Branwell, as coisas iam relativamente bem para a família Brontë. Suas irmãs trabalhavam como governantas e professoras, e sob a liderança de Charlotte, tinham conseguido publicar seus livros, mas somente através de pseudônimos masculinos. “Jane Eyre“, foi o que alcançou o maior sucesso.

A morte de Branwell trouxe a tragédia para a família Brontë. Emily compareceu ao seu funeral, realizado debaixo de uma tempestade, completamente descalça. Acabou contraindo tuberculose também. Morreu três meses depois do irmão, em 19 de dezembro de 1848.

Como desgraça pouca é bobagem, Anne contraiu tuberculose de Emily. Tentou ocultar a doença, o que só piorou o seu quadro. Em 28 de maio de 1849 ela se tornaria o terceiro membro da família Brontë a morrer em menos de um ano.

Sobrou só Charlotte. Graças ao sucesso de “Jane Eyre“, ela passou a se enturmar com os literatos da época. Escreveu mais algumas obras e re-editou as obras das irmãs. Em 1854 ela se casou, o que é surpreendente, pois consta que era a “menos bela” das três irmãs. Inclusive um rapaz que foi apresentado a Charlotte em uma festa escreveu que “ela deveria ser duas vezes mais bonita do que realmente é para ser considerada feia”. Que maldade…

Mas a tragédia é a marca da família Brontë, e com Charlotte não poderia ter sido diferente. Ela engravidou e morreu durante a gestação, provavelmente de tuberculose ou tifo, no dia 31 de maio de 1855. Uma lenda local diz que uma mulher de preto acompanhou de longe o seu enterro. Ninguém teve dúvidas de que era o fantasma de Emily. Trágica até o final essa família Brontë, não é mesmo ?

familiabronte

Quase toda a família Brontë descansa em paz na Church of Saint Michael and All Angels...

annebronte

...menos Anne, cuja lápide está no cemitério Saint Mary's.

Anúncios

11 comentários sobre “Hoje na História: a morte de Charlotte Brontë

  1. Emily era adepta do estoicismo, só permitiu que chamassem um médico duas horas antes de morrer. Coisa mais triste. Das irmãs Brontë, a minha preferida é Emily.

  2. Oh minha noiva querida, você que manja tudo de literatura, há alguma boa explicação para somente a Anne estar sepultada separada da família ? Isso me intrigou profundamente, e não encontrei resposta para isso.

  3. Ótimo artigo, Henderson!

    Já conhecia a história trágica da família Brontë, mas não sabia do detalhe da sepultura de Anne estar em outro local que o restante da família. Curioso…

    Também gosto de Emily (seu romance Wuthering Heights é um dos meus preferidos), mas acho a história de Charlotte mais interessante; em todo caso, que história dramática…

    Abraços!

    Cristine

  4. Bem, conheci o livro por acaso,minha vizinha trabalhou na casa de uma senhora chamada Vania Ramos,e ela deu alguns livros para ela,minha vizinha estava juntando o livro para jogar fora, pois esta um pouco velho , ele é de 1959,e foi impresso pelo jornal o globo, por curiosidade , peguei o livro para ler,gostei muito,mas não tinha idéia da vida sofrida da autora! Existe muita semelhança com Jane e Charlote.
    Essa ex- patroa da minha vizinha,é neta de Graciliano Ramos,mas minha vizinha riu de mim,dizendo o que eu queria com aquele livro velho!

  5. Nunca houve e haverá escritoras como as irmãs Bronte. Cada uma tem sua forma de narrar , porém todas retratam suas vida sofridas. ,mas de todas Emily é minha preferinda, não desmerecendo as fantasticas narrativas de Charlotte que é o pilar ,a base de segurança das outras irmãs.

  6. Mais que uma história triste, a morte dessa precose dessa família tão talentosa é também uma grande perda para todas as gerações posteriores. As vezes penso que, se em tão pouco tempo de vida nos deixaram como herança obras tão valiosas, imagino o que teriam feito se tivessem mais tempo.

  7. é uma pena grandes escritoras terem morrido tão cedo por causa da epidemia de tuberculose da época, minha escritora preferida das três é a Emily, mas gostei muito tbm dos livros da Charlotte e da Anne, essa história me deixa mto intrigada e me deixa ficar imaginando porque morreram todos da familia tão cedo e tão proximos um dos outros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s