A fila anda

– Opa, desculpe, foi sem querer.

– Imagina, não foi nada…

Foi assim, com um esbarrão e duas frases, que José Carlos e Ana Maria se conheceram. E se apaixonaram.

Os dois estavam numa fila de banco. Naquela época, você sabe, os bancos brasileiros tinham um péssimo atendimento. Apesar de ganharem bilhões, as filas eram intermináveis e o atendimento, péssimo. Ainda bem que isso não acontece mais hoje em dia.

Depois de uma hora de conversa na fila, José Carlos e Ana Maria saíram direto para um barzinho. Antes que o dia acabasse, os dois tinham certeza que tinham sido feitos um para o outro.

José Carlos tinha trinta-e-poucos-anos, divorciado mas sem filhos, com um bom emprego e uma vida financeira estável. Ana Maria tinha 23, formada em Geografia mas trabalhando num escritório de contabilidade, o que a fazia ficar boa parte do dia em filas de banco e órgãos públicos. A burocracia, naquela época, também era uma lástima no Brasil.

Quando souberam que José Carlos estava namorando uma mulher mais nova, os seus amigos ficaram animados. Afinal, ele era um cara legal, trabalhador, honesto, e tinha ficado muito mal depois do final do seu casamento de cinco anos, quando ele descobriu que sua esposa torcia secretamente pelo Fluminense. E, como José Carlos era um flamenguista fanático,  não pode suportar essa traição, no que foi apoiado pelos seus amigos. Até por aqueles que também torciam pelo Fluminense, porque futebol era algo sagrado para os brasileiros naquele tempo.

Já Ana Maria não teve vida fácil ao assumir seu relacionamento com José Carlos. Sua mãe, uma italiana de sangue judeu, quebrou todos os pratos de casa quando soube. Uma tragédia maior foi evitada porque Ana Maria escondeu os copos em um lugar seguro, mas a família passou várias semanas  comendo em toalhinhas de papel. Ela suportou a pressão por seis meses, até que se mudou para o apartamento de José Carlos.

E os dois foram felizes juntos. Ana Maria não sabia cozinhar, nem lavar e nem passar, mas José Carlos já tinha se acostumado a comida congelada, roupa amassada e ir à lavanderia semanalmente. E, com o tempo, ele esperava que Ana Maria perdesse a mania de citar trechos inteiros de Paulo Coelho de cor.

E os anos se passaram, um e depois outro. Até que um dia José Carlos parou de ir ao trabalho. Seus amigos não conseguiam falar com ele de jeito nenhum. Quando ele completou um mês de ausência no trabalho e foi demitido, seus amigos foram até seu apartamento e, como ele não respondia, arrombaram a porta.

Encontraram José Carlos deitado no sofá, barba por fazer e cercado de embalagens de salgadinhos e de caixas de pizza de pepperoni. Quando viu os amigos, ele começou a chorar e a dizer:

– A fila andou, a fila andou ! E soluçava ainda mais.

Foi só muitas lágrimas depois que eles souberam que Ana Maria o tinha abandonado. Tinha encontrado um outro homem, mais velho  – “Quarenta anos, imagine !” – numa fila de banco e deixado José Carlos.

José Carlos recebeu tapinhas nos ombros, conselhos-clichês – “Relacionamento com mulher mais nova não dá certo” – e seus amigos acharam que ele ficaria bem. Até ficaram de fazer uma campanha na empresa para eles readmitirem o pobre coitado, mas ele recusou. Tinha outros planos em mente.

Quando José Carlos aceitou um cargo de contínuo numa empresa de quinta categoria – justo ele, tão qualificado e experiente – seus amigos acharam que ele tinha enlouquecido de vez. Mas José Carlos está feliz. Passa a maior parte do dia em filas diversas, na esperança de esbarrar de novo em Ana Maria ou encontrar um novo amor. Para José Carlos, agora mais do que nunca, a fila anda.

Anúncios

Um comentário sobre “A fila anda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s