Pequenas biografias de grandes figuras: Richard Feynman

Richard Feynman (1918-1988) foi um físico e exímio tocador de bongô estadunidense. Ele também ganhou o Prêmio Nobel de Física em 1965.

Sujeito curioso, Feynman gostava de quebrar códigos secretos e arrombar cofres, para desespero dos militares do Projeto Manhattan, que só o aturavam porque ele era um gênio mesmo.

Entre 1951 e 1952 ele passou uma temporada no Brasil, lecionando no Rio de Janeiro. Consta que um dia foi chamado às pressas no consulado estadunidense para arrombar um cofre, mas há controvérsias. Feynman parece que se divertiu muito por aqui, tendo dedicado um capítulo inteiro de seu livro ““O senhor está brincando, Sr. Feynman!” à sua estada em nossa terra, onde chegou inclusive a participar de uma escola de samba. Mas ele também sabia falar sério quando preciso, e criticou os métodos de ensino brasileiros, que valorizavam a memorização mecânica de fórmulas e conceitos e não o seu entendimento.

Feynman se tornou conhecido do grande público ao explicar na TV americana, de forma simples, porque o ônibus espacial Challenger explodiu em 1986. Ele fez parte da comissão governamental que investigou o acidente e fez críticas duras a NASA.

Laureado com o Nobel, famoso, inteligente, Feynman só não conseguiu uma coisa na vida: visitar Tuva, uma região no extremo sul da Sibéria. A autorização do governo soviético para ele visitar o local chegou um dia depois da sua morte.

Bem humorado, consta que as últimas palavras de Feynmam foram “Eu odiaria morrer duas vezes. É tão chato”. Era um gênio mesmo.

Anúncios

2 comentários sobre “Pequenas biografias de grandes figuras: Richard Feynman

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s