Saturnais XXVI: a volta daquela que foi ?

E mais um sabadão chega e com elas as Saturnais. E se você não entendeu o título do post, não se avexe, visse ? É só para uma pessoa entender. Espero que ela seja tão esperta quanto eu suponho que seja…

Vou começar escrevendo sobre algo que eu odeio, mas não posso deixar de comentar: BBB. Essa semana, pelo que eu entendi, um(a) transexual foi eliminada do tal programa. E pipocaram mensagens na minha timeline no Twitter reclamando que o povo brasileiro é “conservador”.

Ah vá ! Então quer dizer que tem pessoas, que moram nesse pais, que tiveram que esperar um transexual ser eliminado do BBB para descobrirem isso ? Onde essas pessoas estavam na campanha eleitoral do ano passado ? Será que essas pessoas sabem que a Argentina já legalizou o casamento gay ? Que até o devoto Portugal já legalizou o aborto ?

Se você é uma dessas pessoas e está lendo isso, eu só tenho a dizer que além de ter um péssimo gosto para programas televisivos, você é um alienado. Faça um favor para si mesmo e para o mundo: tire o seu DNA do pool genético da humanidade. Ou seja, se mate.

Mas agora vamos mudar de assunto. Vamos parar de escrever de pessoas que não fazem outra coisa além converter oxigênio em gás carbônico e vamos tratar de gente que merece atenção de verdade. Por exemplo, do sr. Allen Swift. O sr. Swift ganhou um carro quando se formou, uma velha tradição em terras estadunidenses. Isso foi em 1928. Ele manteve o mesmo carro até morrer, em 2009. Funcionando. Mais de oitenta anos com o mesmo carro. Isso que é dedicação, hein ? Tá certo que era um Rolls-Royce, mas, enfim, é muito tempo.

Carros não é um assunto muito comum aqui no blog, e duas notas sobre carros acho que é a primeira vez que acontece, mas eu não poderia deixar de comentar essa também: encontraram uma carroceria original de um Fusca 1938. Para efeitos de comparação, seria como se os alquimistas descobrissem a Pedra Filosofal, os médicos a panaceia ou os físicos a comprovação da existência do bóson de Higgs. Se você acha que eu estou exagerando, clique no link e comprove por seus próprios meios.

Dia 26 agora será lançado no Rio de Janeiro o livro “Segredo de Estado – O desaparecimento de Rubens Paiva”. Pelo relato do filho dele, Marcelo Rubens Paiva (que dispensa apresentações, não é mesmo ? Ou não ?) parece que será um excelente livro. Vai para a fila de leituras.

Convite-Segredo-de-Estado

Falando em leituras, quem acompanha o Depokafé deve ter percebido que nas últimas duas quartas-feiras pipocaram posts falando de livros por aqui. Bem, eu não chamaria meus posts de resenhas, por isso mesmo estou rotulando-os de “leituras”. Toda quarta haverá um post assim. Se eu não tiver lido nada durante a semana, postarei comentários de livros antigos que já tenha lido. Nada de best-sellers (o mundo definitivamente NÃO PRECISA de mais um comentário sobre “A menina que roubava livros”, por exemplo) nem de clássicos (idem do parêntese acima para “Cem anos de solidão”). Escolherei alguns livros menos conhecidos e até malucos para compartilhar minhas impressões com vocês.

E, como bônus, se tudo correr bem, lá para o meio de fevereiro vocês descobrirão porque, afinal, esse blog se chama Depokafé. Sim, foi por causa de um livro. Aguardem.

Ainda falando sobre livros, se você quiser ler uma resenha DE VERDADE, vá até o Ideiafix do mano Frank Toogod e vejam a resenha que ele produziu sobre a biografia não-autorizada (e confiscada) do “rei” Roberto Carlos. Vale o clique, vai por mim.

Trabalhando essa semana nas matrículas na Escola Técnica em que eu sou, digamos, lotado, percebi algo curioso: entre 280 candidatos, o 8º, 9º e 10º colocados tinham o mesmo prenome. Procurei mais e descobri que nada menos que doze aprovados (em 120) tinham o mesmo prenome. O que isso significa ?

1) Que numerologia funciona;

2) Que alguns nomes são mais populares do que os outros;

3) Que foi tudo só uma grande coincidência, que se há a possibilidade de algo acontecer, por mais ínfima que seja, bla bla bla…

Você decide ! E, se ficou curioso em saber o tal do prenome: é Gabriel.

De onde surgiu o termo CC para designar o, digamos, odor fétido nas axilas ? Da propaganda do sabonete Lifebouy, de acordo com o blog sobre propagandas antigas do Estadão. E isso foi em 1946 !

1946.12.1-cc-cheiro-de-corpo-lifeboy-sabonete2

Tuítada da semana. Parece que os favoritos estão emperrando. E com isso os menos cotados vão aparecendo. Dessa vez a sra. Samyra Monteiro de Paula nos mostra como as relações familiares podem ser confusas nessa nossa época pós-moderna:

Vídeo da semana: elementos químicos na balada. Só isso. O vídeo, do Instituto de Pesquisa Marie Curie, da União Européia, é auto-explicativo. Divirtam-se. E cuidado com os gases nobres.

Lei de Murphy da semana:

Lei da Evolução Dinâmica dos Sistemas de Murphy: Se você abre uma lata de minhocas, a única forma de colocá-las de volta em uma lata é usar uma lata maior.

Anúncios

3 comentários sobre “Saturnais XXVI: a volta daquela que foi ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s