O pior webmail do mundo ?

Há muito, muito tempo atrás, mais precisamente no século passado, ainda não existia o Gmail. É difícil de acreditar, mas nem o Google existia. Você pode até duvidar que existiu uma internet sem o Google, mas eu estive lá e posso confirmar: é verdade.

Nessa época primeva, quando ainda dependíamos de dispositivos barulhentos e lentos chamados modens para se conectar à Internet, eu queria um novo endereço de email. Eu tinha um, do meu provedor, e desconfiava, com razão, que um dia ia troca-lo. Eu tinha também um email no Yahoo, mas esse eu usava para listas de discussão e não queria criar outro no mesmo local para não criar confusão.

Antes de continuar essa história, é preciso explicar alguns comportamentos daquela época estranha, com gente esquisita. Naqueles tempos, quando não havia redes sociais, listas de discussão pareciam uma boa ideia. Você se cadastrava, mandava uma mensagem para o email da lista e todos que faziam parte dela recebiam. Genial. Havia listas para praticamente tudo, de hardware a shibari. No auge, no começo deste século, eu chequei a fazer parte de umas dez, e recebia cerca de mil emails por dia. É sério, eu tenho testemunhas confiáveis para provar.

Outra coisa que pode parecer esquisita hoje em dia é que a interface web do email não contava muito. Todo mundo baixava os emails para o PC usando geralmente o Outlook Express, que vinha no Windows. Eu tinha passado dessa fase e usava o excelente e minimalista Pegasus Mail, que pouco tempo depois trocaria pelo Eudora Mail, o único software que eu tenho saudades. Hoje pode parecer loucura depender de um PC para ver seus emails, mas na época não havia internet em todos os lugares, smartphones e nem wi-fi, então não fazia diferença.

Um parêntese dentro do parêntese: o criador do Eudora, Steve Dorner, acabou de se recuperar de um câncer. Ele contou a sua experiência num blog criado para isso. Recomendo a leitura. Está em inglês, mas nada que o Google tradutor não resolva.

Então, não fazia muita diferença a interface do webmail. O tamanho da caixa de entrada para mim não era tão importante, eu recebia muitos emails mas acessava todos os dias. Aqui no Brasil o Zipmail e o BOL, que eram as duas opções que eu tinha, davam entre 5 e 10 MB (megabytes, não gigabytes) de espaço e estava de bom tamanho.

Mas eu sempre gostei de coisas alternativas e fuça daqui e dali achei um email gratuito dos Correios. Achei legal, dava 15 MB de espaço, fui lá e fiz uma conta para mim. Usei por um bom tempo como email pessoal, até o surgimento do Gmail. Quando o email do Google passou a receber mensagens também de outras contas eu configurei esse e o email do Yahoo para serem baixados pelo Gmail e o adotei como meu email padrão.

Mas email é igual ex-mulher, você nunca consegue se livrar totalmente dele. Desgraçadamente, eu usei esse email do Correios.net para fazer meu cadastro num conhecido site de compras com nome de meio de locomoção sub-aquático e que hoje anda afundando (trocadilho péssimo, eu sei). Esses dias fiz a loucura de comprar umas coisas lá, e o email de confirmação não chegou no Gmail. Será que tinha parado no anti-spam do Correios.net ? Nunca tinha acontecido isso, mas fui lá verificar.

Pela primeira vez em seis ou sete anos estava eu lá no site dos Correios.net. A hora que eu loguei (esse verbo não existe, eu sei) uma surpresa: a interface está igualzinha a do final do século passado. Só aumentaram a capacidade do email para estonteantes 100 MB, um décimo do que o Google oferecia em 2004.

Os problemas já começam no login. Você digita o email, ele abre outra janela para digitar a senha. (?) Uma vez logado, nada de tecnologias modernas, tipo arrastar-e-soltar. Cada email clicado abre numa nova janela (!), o antispam “duplo” é uma piada de mal gosto que não tem filtro adaptativo, a criação de filtros consegue ser pior do que no Yahoo, que já é fraquíssima. Dá a impressão que abandonaram o servidor de email dos Correios em alguma sala obscura e esqueceram ele lá, sem atualização, por uns 10 anos, no mínimo. Qualquer dia desses algum faxineiro chega lá e puxa a tomada e eu fico sem email. Melhor que escrever, vou dar imagens para vocês. Preparem-se, são fortes.

correios1

A moderníssima caixa de entrada

correios2

Lista de contatos se chama "Livro de endereços pessoal". Vejam quantas opções.

correios3

A fantástica tela para compor emails. Não dá nem para colocar negrito.

Depois de ver tudo isso, mudei rapidinho o meu cadastro no site subaquático de vendas. Se a interface está desatualizada assim, imagina a segurança. O que é uma pena. Na sua época, essa interface não deixava nada a dever para o BOL, por exemplo, mas não investiram em modernização. Se fala tanto em inclusão digital, e o Correios.net perde uma grande chance de popularizar seu email usando a força da marca Correios. Uma pena.

PS: Alguém aí já teve ou ainda tem um email @correios.net.br ? Se tiver se identifique nos comentários, nunca achei mais ninguém que tivesse um desses além de mim.

Anúncios

3 comentários sobre “O pior webmail do mundo ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s